Aliada aos feriados prolongados, a estação mais quente do ano leva multidões para clubes, passeios e viagens. O tão merecido descanso das férias mistura-se ao clima de renovação e reposição de energias. Para os mineiros que não tiveram a oportunidade de visitar o litoral, o estado oferece cachoeiras e diversas opções de lazer ao ar livre que podem ser uma solução na hora de entreter a criançada.

É preciso estar atento às despesas de fim de ano e começar o planejamento para não se enrolar mais à frente. A disciplina neste momento é fundamental para não se deixar levar pelos gastos e se surpreender com dívidas. É necessário se preparar, pois 2015 já chegou!

De olho na saúde! 

Além do cuidado com as despesas, é preciso estar atento à saúde. As altas temperaturas podem ser um perigo para quem se arrisca. A nutricionista Luci Schettini frisa a importância de uma dieta leve e rica em frutas. “O maior risco com o calor intenso é a desidratação. É preciso dar preferência às comidas leves, tomar muita água de coco, suco natural, consumir mais frutas, saladas e evitar frituras”, explica. Além de optar por alimentos mais saudáveis e ingerir muita água, é importante também se preocupar com a saúde da pele. Não ficar exposto ao sol, abusar do filtro solar e procurar caminhar pela sombra são medidas que devem ser adotadas. “Quando você sente sede, já é um alerta do seu organismo”, lembra Luci. Para quem cometeu excessos nas ceias, a nutricionista explica que não há mágicas e dietas milagrosas. “Cada pessoa reage aos alimentos de uma maneira diferente. Não existe uma receita pronta para se emagrecer. O metabolismo, a ansiedade, o estresse, o ritmo de vida e outros fatores influenciam na forma como o organismo funciona. O ideal é procurar um profissional que vai avaliar todos esses elementos e indicar aquilo que funciona melhor em cada caso”, afirma Schettini.

Cuidados com o corpo

Preocupadas com a aparência, o universo fié invadido por pessoas em busca de milagres que compensem as travessuras cometidas durante o ano. Proprietário de uma academia em Cataguases, Cloves Rabela Cruz conta que a procura aumenta cerca de 20% nesta época do ano. “Antigamente, a porcentagem era maior, contudo, hoje em dia, o pessoal tem ficado mais assíduo. No período de dezembro até a época do carnaval, muita gente quer emagrecer e tonificar, apesar de o tempo ser curto para obter grandes resultados”, ressalva.

Engana-se quem pensa que para atingir resultados satisfatórios seja preciso horas e horas malhando. “Aumentar a frequência com que os exercícios são feitos e diminuir o tempo pode ter um resultado melhor. A alimentação é 50% do trabalho. Independente da atividade que você faça, é ideal que seja diária ou três vezes na semana. Cerca de 40 minutos por dia são suficientes”, completa Cloves.

Já no ritmo do carnaval, outro setor que se beneficia é o de Nutrição Esportiva. O proprietário de uma loja do ramo, Hugo de Abreu Neto, calcula um aumento em torno de 30%. “A procura por suplementação é muito grande nesta época. O pessoal quer estar bem, com um corpo legal e acabam por procurar os termogênicos para secar para o carnaval. Ressaltando que, para utilizá-lo, é necessária a orientação de um profissional. O ideal é procurar um nutricionista para fazer um trabalho completo”, esclarece.

É neste período também que as clínicas de estética ficam lotadas. Apesar de os procedimentos demorarem certo tempo para dar resultado, há quem opte por começá-los no verão. O dono de uma clínica de estética em Cataguases, Maycon de Oliveira Andrade, revela que esse aumento na procura pode estar ligado à desinformação. “Por causa das praias, de ter de usar menos roupas, biquines, as pessoas tendem a procurar mais os procedimentos estéticos. É importante ressaltar que a maioria dos tratamentos demoram para trazer resultados, então é muito mais indicado que elas procurem as clínicas no inverno para que, no verão, já estejam com os objetivos alcançados”, explica. “O carro chefe da empresa hoje é a foto depilação. O término do tratamento gira em torno de oito meses, não é imediato”, alerta Andrade.

Em meio a este movimento, consecutivamente, as lojas de moda fitness acabam por vender mais. “As vendas crescem pois as pessoas gostam de estar bem vestidas, mais bonitas, com roupas descoladas no verão. A estação pede peças mais alegres e nossos clientes querem isso”, revela Viviam Camara Neto, dona de uma loja voltada ao segmento.

Independente de a estação movimentar a economia ou não, é você quem não pode ficar parado. Uma volta de bicicleta, uma caminhada na praça, sair para conversar com os amigos. É uma época gostosa para sair de casa, respirar ar puro e deixar o sedentarismo de lado.

Fique alerta!

Para quem vai viajar, é preciso estar atento ás estradas e tomar cuidado redobrado. Apesar de os acidentes graves em rodovias federais terem diminuído 47% no período do réveillon deste ano, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal, cerca de 227 ocorrências aconteceram entre os dias 27 de dezembro e 1º de janeiro. Este movimento gera um aumento na procura por serviços de seguros. Quem vai viajar quer estar prevenido caso algum imprevisto aconteça.

O dono de uma corretora de seguros de Cataguases, Itamar XXXXXX, explica que 90% dos acidentes atendidos são de colisões de um veículo contra o outro e por engarrafamentos. “Todo o final do ano já é previsto este aumento, a gente já se prepara para isto. Vai chegando dezembro e aumenta a procura de seguradoras. Como é Brasil, o pessoal deixa sempre para última hora”, comenta Itamar que frisa a atenção ao pegar o volante. “A primeira coisa é cautela na estrada. Você tem que dirigir e prestar atenção por você e pelos outros. Antigamente, alegavam que os acidentes eram por causa das estradas brasileiras, dos buracos. Contudo, tivemos uma melhora na malha viária. Hoje, as estradas estão bem melhores, mas os acidentes continuam acontecendo”, completa.

A consultora de DPVAT, Vanda Pinheiro, conta que, só em 2014, foram mais de 300 incidentes em Cataguases. “Aqui tem tido muito acidente, muita imprudência. A maioria são homens em motos e o motivo maior é por mistura de álcool com direção”, esclarece. Ela chama atenção ainda para os casos de atropelamentos no município. “É preciso ter mais cuidado. Hoje em dia, tem tido muitos atropelamentos de pedestres. A pessoa vem de moto e não respeita as faixas de pedestres. Geralmente, o ônibus e o carro param, mas o motoqueiro não”, ressalta Pinheiro.

A sócia de uma corretora de seguros da cidade, Paula Rios Antonucci, dá algumas dicas para quem vai sair de férias e viajar: “Mesmo para quem tem seguro, vai viajar? Dá uma manutenção no carro. Olhar as coisas básicas: água, óleo e, se puder, leve seu carro no mecânico para fazer uma revisão. Verificar as questões de extintor, pois a lei mudou. Oferecemos toda a assistência, mas independente do seguro dar toda a comodidade, sempre que acontece alguma coisa, é um inconveniente e atrapalha a viagem. Você sai para passear e por uma fatalidade, acontece um acidente. Mesmo que o seguro traga toda a assistência e conforto, já estragou o seu passeio, pois não estava no esquema você ter uma acidente ali. É preciso se prevenir. Seguro a gente tem para não usar, pois quando você está o utilizando é porque algo ruim aconteceu”, finaliza Paula.