13346991_519427944926925_8950445185068896508_n

 

 

Bruna Freitas, 29 anos | Nutricionista com foco esportivo

Bruna_fr22@hotmail.com | Sócio proprietária Manuela Britto

 

 

Conte sua história:

Nasci gordinha (risos) e assim fui até a adolescência. Tive apelidos e minha mãe me levava para atividade física e nutricionista. Eu não era uma pessoa retraída (saía e me

divertia) mas também não me sentia bem com meu corpo, embora , na época, mais considerava que as pessoas me achavam gordinha do que eu mesma me achava.

Eu tinha de 15 para 16 anos e quis fazer dieta, nessa época fiz sozinha e emagreci 12

quilos. Entrei para academia e desde então nunca parei de malhar. As pessoas me paravam nas ruas e perguntavam o que eu tomei, o que eu tinha feito…

A partir daí sempre me preocupo em querer meu corpo melhor, com academia, dieta, com aparência. Passei a me sentir melhor, pois as pessoas nos olham de forma diferente. Eu não era gorda porque comia muito, mas sim pelo meu biotipo e pelos maus hábitos alimentares. Antes eu não fazia dieta, minha mãe me levava na nutricionista, mas eu não me interessava, até que eu decidi mudar minha vida, nem sabia se ia dar certo, mas comecei.

 

O que a mudança de hábito proporcionou a você?

Percebo que me tornei uma mulher mais confiante e isso repercute geral, não só com aparência, mas também o cuidado com a saúde.

 

Como é sua atividade física?

Diariamente malho de uma a duas horas, faço boxe, musculação.

Um dos grandes ganhos da atividade física e alimentação saudável é a saúde mental também, além da física. Pois além de sentir mais disposta, a mente fica mais tranquila,diminui a ansiedade, por exemplo.

 

Qual o seu objetivo?

Atualmente, meu objetivo é mais adquirir massa muscular e diminuir percentual de gordura, então, hoje, minha alimentação é a seguinte: manhã: como uma tapioca com ovo ou atum e tomo suco de limão ou abacaxi (por causa vitamina C), às vezes tomo suco limão antes e depois do café, se eu treinar de manhã, tomo BCAA (aminoácidos) antes, e whey (proteína) depois. Almoço arroz integral ou mandioca cozida, carne e salada. A tarde faço 2 lanches (1 iogurte normalmente light) e 3 castanhas, depois mandioca (ou batata doce) com frango e noite repito como almoço mas sem o arroz e como um pouco mais de proteína, geralmente como uma omelete. Água sempre. Tomo chá de hibisco (diurético)

 

Qual sua dica para quem quer emagrecer?

Hoje em dia já tenho a comida, novamente, ligada ao prazer, mas evito excessos. Bebo apenas ocasionalmente, na maioria das vezes pouco e destilado como vinho. E é importante que a pessoa faça a dieta mais próxima de suas preferências de sabor. Por exemplo, se uma pessoa gosta mais de comer coisas doces, que ela inclua em sua dieta, iogurtes e frutas. A ideia não é ser tão sacrificante.

Para emagrecer, a pessoa deve considerar seu comportamento e alimentação atual para que a mudança seja aplicada em cima dele. Com ajuda de uma profissional, aplicam-se cálculos baseados na individualidade.

Há muitos produtos naturais que auxiliam o metabolismo, e emagrecimento, tais como óleo de coco, óleo de cártamo, ômega 3, hibisco,chá verde, linhaça, chia, cavalinha; porém é importante cautela e consciência na utilização e mais que isso, saber que produto nenhum sozinho faz milagre, é preciso dieta e atividade.

A sugestão para quem quer mesmo emagrecer e mudar de vida é buscar um profissional na área esportiva e na nutrição para não desanimar, pois mais difícil que emagrecer é manter.