Nunca vimos tantas pessoas falando o quanto esse ano voo. Nossa! E voou mesmo.Faltam poucos dias para chegarmos em 2015. E aí, já planejou os próximos passos de sua empresa?!

Parece bobagem, mas é imprescindível que haja um planejamento a priori para qualquer que seja a empresa, independente do tamanho, numero de funcionários todas elas devem iniciar o ano de 2015 com metas definidas e planos de ação já estabelecidos. Esta é a condição primária para melhorar a lucratividade. Ainda mais se pensarmos no cenário econômico em que vivemos, turbulento, sem muitas perspectivas positivas na economia global.

As grandes empresas se sobressaem neste aspecto. Quem nunca viu ou conviveu com um executivo em período de orçamento e observou o como este período é desgastante. Deixando de lado a parte ruim do cansaço, não podemos deixar de pensar nesse período como o mais importante de uma empresa.

Agora é o momento para se realizar uma analise parcial dos resultados de 2014, refletindo sobre as ações que deram resultados positivos ou não. Frente a estes resultados pode se pensar no que melhorar no próximo ano, pensando a empresa de uma maneira sistêmica, esquecendo e deixando de lado os “achismos”. É essencial se basear em dados reais, confiáveis e organizados para pautar as decisões certas para 2015.

Primeiramente analise o setor, conheça as diretrizes dele. Não basta olhar só para sua empresa, mas para os concorrentes também. Uma das melhores maneiras de reunir informações sobre o seu setor é analisando também como a concorrência está se saindo. Leve em conta todos os aspectos: jurídico, econômico, estrutural, entradas de produtos substitutos, dentre outros, verificando como isto afeta diretamente seu negócio.

Tenha um plano e o coloque em prática. Não basta realizar um planejamento e “colocá-lo na gaveta.” Trace metas, focalize nos objetivos e não perca de vista os objetivos do mercado. Feito isto, coloque os objetivos no lápis (expressão antiga esta, não é?), traçando objetivos como estratégico, tático e operacional.

E não se esqueça de acompanhar todos os resultados. É muito importante monitorar com frequência o andamento das metas estabelecidas. A partir deste monitoramento que será possível verificar se as metas desenhadas estão sendo efetivas. Não espere que as coisas estejam ruins para medir e testar novas estratégicas.