Marcos Alves é cantor, compositor, produtor musical, instrumentista, aprendiz de palhaço e agitador cultural. Ama crianças, velhinhos e o meio ambiente!

Integra a banda cataguasense Couro de Cascavel, onde toca um Blues de responsa como guitarrista e compositor. Participa do coletivo de artistas autorais de Cataguases, mais conhecido como Quiabêra.

Vem atuando como produtor de trilhas sonoras para diversas produções audiovisuais da região, onde podemos destacar a parceria com o diretor cataguasense Rafael Aguiar.

Junto com a Fábrica do Futuro, comandou o Projeto Nós Mídia, onde foi feito um mapeamento da cultura cataguasense e participou do Projeto Tela Viva, que leva cinema as cidades sem infraestrutura da telona.

Entre outros trabalhos, fez a trilha ao vivo na peça “Confissões de um Vira-Lata” e no projeto “Cortejando”, ambos os projetos aprovados pela Lei Ascânio Lopes com o grupo Toca Teatro e outras Coisas Artísticas.

Atualmente, Marquinho se dedica a produção musical do projeto “Banda Animada – O mercador de melodias”, que tem direção artística de Fernanda Godinho e tem estreia prevista para 2016.