A Gentte pergunta…

“Para você, lojista, como está sendo esta edição do Liquida?”

 

“As vendas caíram, sim. A loja participa desde 2011 do Liquidakta. A mudança de endereço fez com que o público mudasse, pelo menos nos primeiros dias. Na Praça Rui Barbosa, os clientes tinham um comportamento diferente, a acessibilidade era outra. Foi uma boa iniciativa realocar o evento, apesar da reforma na praça, isso vale muito”.

Solange Victoriano, representante da Risco.com 

 

“Há 10 anos a Synval Calçados participa da feira. Nesta edição do Liquidakta,  por ser inverno, a loja vende mais. A procura por calçados fechados é maior nessa época do que no verão. Quanto a localização, por estarmos próximos ao ponto de ônibus, o movimento é constante”.

Beatriz Oliveira, vendedora na Synval Calçados

 

“Nos últimos dois anos, não participamos do Liquida. Na minha opinião, a movimentação é maior na Chácara. Na Rui Barbosa o espaço é melhor. Em relação às edições anteriores, as vendas caíram, pelo contexto da crise. Mas a importância do Liquidakta vai além  da queima de estoque, é uma estratégia para divulgação da marca”.

Clarisse Rodrigues, gerente da Wild Beast

 

“O público mudou. Na minha opinião, não foi pela mudança de endereço. Foi pelo poder de compra do consumidor que diminuiu, o cliente muda de comportamento frente à crise”.

Juliana Pimenta, gerente da Pimenta Rosa