“Nas Escolas Transformadoras, crianças e jovens têm acesso a uma educação com sentido, que valoriza o protagonismo, a empatia, a criatividade e o trabalho em equipe como habilidades essenciais para formar sujeitos transformadores”.

No início de agosto, o Centro de Educação Florescer, recebeu a importante informação de que foi indicado a fazer parte do Programa Escola Transformadora.

“O programa Escolas Transformadoras é uma iniciativa da Ashoka, organização global que reúne  empreendedores sociais de diversas partes do mundo.

Fruto da crença de que todos podem ser transformadores da sociedade, o programa enxerga a escola como espaço privilegiado para proporcionar experiências capazes de formar sujeitos com senso de responsabilidade pelo mundo: crianças e jovens aptos a assumir papel ativo diante das mudanças necessárias, em diferentes realidades sociais e amparados por valores e ferramentas como a empatia, o trabalho em equipe, a criatividade e o protagonismo.

O programa teve início nos Estados Unidos, em 2009, e de lá para cá espalhou-se por 34 países. Hoje conta com uma rede formada por mais de 280 escolas, sendo 18 brasileiras, e duas em Minas Gerais, em Belo Horizonte.

No Brasil, a iniciativa foi lançada em setembro de 2015 em uma correalização com o Alana, organização sem fins lucrativos que aposta em projetos que buscam a garantia de condições para a vivência plena da infância.”

Toda a Escola está muito feliz com a oportunidade, relata a Diretora Cristina Almeida, e afirma que a equipe está animada e preparando todos os relatórios de ações que permeiam o projeto. “Sentimo-nos honrados, pois buscamos dar o melhor para as crianças e essa boa nova nos mostra que estamos no caminho certo, de fortalecer a relação do aluno com o mundo nos conceitos do valor do ‘simples’, da união com a natureza e antenado com as adaptações tecnológicas.”, diz Cristina.

Fonte: site escolastransformadoras