Sai na frente quem consegue transformá-los em oportunidades

Apesar dos comerciantes verem com maus olhos, os feriados apresentam ótimas oportunidades para a indústria de turismo. As pausas nos dias úteis favorecem o ramo do entretenimento, afetam diretamente a movimentação nas rodovias e proporcionam descanso extra aos trabalhadores. Quem já está com o planejamento de 2015 pronto consegue lidar bem com esta situação e, mesmo com tantos intervalos na produção e vendas, mantém o equilíbrio de sua empresa.

Apesar de a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro – Firjan ter divulgado um estudo revelando que a indústria brasileira poderá perder até R$ 64,6 bilhões por conta dos dias parados, é preciso motivar sua equipe e não deixar que o negativismo tome conta. O presidente da CDL de Cataguases, Humberto Lanziere, explica que é importante transformar esses momentos em oportunidade. “Primeiramente, é preciso identificá-los e traçar estratégias para tirar proveito destas datas. No que se referem às vendas, muitas empresas comercializam produtos que têm crescimento de demanda em datas específicas, e também é possível criar uma demanda para determinados produtos”, afirma.

O ramo de lanchonetes, picolés, águas de coco, fontes de água mineral, venda e instalação de ares-condicionados encontra um aumento significante nos feriados. As altas temperaturas somadas aos dias livres geram um clima propício para as vendas acontecerem. É neste momento que o empresário precisa estar atento e saber aproveitar.  O dono de uma empresa que trabalha com refrigeração de ambientes, Julio Cesar Ferro, conta que as pessoas não se planejam e deixam para instalar os aparelhos na última hora, quando os preços estão exorbitantes. “A procura dispara nesta época e, se as pessoas deixassem para fazer a compra no inverno, elas pagariam um valor bem mais em conta do que agora. Estou há duas décadas neste mercado e, às vezes, a procura é superior à nossa capacidade de atendimento”, revela.

O setor de moda, por exemplo, deve conseguir se sustentar durante todo o ano. Mais festas, mais dias de folga e, consequentemente, mais roupa nova. A cada seis meses, os estilistas e suas maisons lançam tendências que, independente de qualquer ocasião, as pessoas desejarão usar. A velocidade do dia a dia e a explosão tecnológica resultaram no fast fashion – coleções de moda lançadas praticamente a cada 15 dias. Além disso, existe a influência das celebridades que sempre transformam algum item em peça-desejo. O estilista Gustavo Firzen explica que isto faz com que as indústrias de confecções de roupas se mantenham o ano todo. “É entre as idas e vindas desses modismos que as indústrias de confecções de roupas se mantêm funcionando a todo vapor. Não há tempo para parar”, conta. Ele ainda explica que as festas como formaturas e o carnaval influenciam diretamente no comércio. “As pessoas procuram muito shortinhos, óculos de sol, camiseta. De outubro a janeiro, são muitos vestidos de festas devido às formaturas e casamentos. Varia de acordo com as datas e as comemorações”, finaliza.

POTENCIALIZE SUAS VENDAS

A Comunicação é a melhor amiga para relações duradouras com os clientes. Para trabalhar sua marca, suas vendas e o seu relacionamento com seu público em potencial e conseguir driblar as expectativas deste ano, o melhor a se fazer é um plano de comunicação estratégico, que seja um trabalho preferencialmente de ano inteiro. Por exemplo, se você tem uma instituição de ensino, evite trabalhar apenas com a divulgação das matrículas abertas, mas alinhe bem a comunicação com o aluno e sua família como relacionamento ao longo do ano; além de trabalhar um marketing responsável continuo com a comunidade e cliente potencial. Mostre o que você faz, gere conteúdo que agregue valor e divulgue nos canais adequados e com a mensagem certa em conformidade com seu público.