As emoções são reações fisiológicas ao longo da evolução da espécie e entre
outras funções, preparam o organismo para alguma reação frente a
determinadas situações do ambiente.
É como se a emoção dissesse para o corpo: Olha aquela situação no
ambiente! Haja dessa maneira para resolver!
Frente ao perigo, sentimos medo e somos obrigados a fugir ou nos proteger.
Quando comemos um alimento que não nos faz bem, em outra oportunidade
ao vê-lo sentimos nojo!
As emoções primárias- alegria, tristeza, raiva, medo, aversão surpresa e
aquém diga o amor- são emoções que dão origem e influenciam todas as
outras que desenvolvemos na infância ainda. Universais a todos!
Reconhecemos e demonstramos assim: sorrindo, chorando, com o coração
disparado, mão suando etc.
As emoções primárias são classificadas em:
Adaptativas: surgem rapidamente dependendo da situação em que
encontramos e desparecem rapidamente quando nos sentimos tranquilos e
seguro.
Desadaptativas: extrapolam os limites do bom senso. Sabe quando você
exagera em seu comportamento e depois se arrepende? Bem assim!
Essas emoções não estão em nosso dia a dia por uma questão eventual ou
geniosa, e sim porque exercem o papel principal em nosso desenvolvimento
psicológico. Sua função é de nos avisar e guiar na defesa do nosso organismo
e na socialização com os demais.
As emoções primárias nos permite atuar de forma expansiva com outras
pessoas e pincipalmente com nós mesmos.
Por isso a importância de conhecer e lidar com nossas emoções!