Juros nas alturas, restrições de créditos cada vez maiores das instituições financeiras, burocracia e outros empecilhos levaram empreendedores a buscarem financiamento através das Cooperativas de Crédito.

As cooperativas de crédito têm por objetivo fomentar as atividades do cooperado via assistência creditícia.

É ato próprio de uma cooperativa de crédito a captação de recursos, a realização de empréstimos aos cooperados bem como a efetivação de aplicações financeiras no mercado, o que propicia melhores condições de financiamento aos associados.

As instituições financeiras constituídas sob a forma de cooperativas de crédito submetem-se à Lei Complementar 130/ 2009, bem como à legislação do Sistema Financeiro Nacional – SFN e das sociedades cooperativas.

A captação de recursos e a concessão de créditos e garantias devem ser restritas aos associados, ressalvadas as operações realizadas com outras instituições financeiras e os recursos obtidos de pessoas jurídicas, em caráter eventual, a taxas favorecidas ou isentos de remuneração.

As vantagens de uma Cooperativa de Crédito são:

  • a cooperativa pode ser dirigida e controlada pelos próprios associados;
  • a assembleia de associados é quem decide sobre o planejamento operacional da cooperativa;
  • a aplicação dos recursos de poupança é direcionada aos cooperados, contribuindo para o desenvolvimento do grupo e, também, para o desenvolvimento social do ambiente onde vivem;
  • o atendimento é personalizado;
  • o crédito pode ser concedido em prazos e condições mais adequados às características dos associados;
  • os associados podem se beneficiar com o retorno de eventuais sobras ou excedentes.

Fonte: Portal Tributário