As fábulas são composições literárias que têm como personagens animais humanizados, ou seja, que têm características e hábitos humanos, como a fala. Elas terminam com um ensinamento moral com caráter educativo e se aplicam a diversas situações do nosso cotidiano. Em termos de educação financeira existem diversas fábulas que nos trazem ensinamentos. Uma delas é a fábula da cigarra e da formiga, que é uma fábula atribuída a Esopo (foi um escritor da Grécia Antiga, a quem são atribuídas várias fábulas populares) e recontada por Jean de La Fontaine (é considerado o pai da fábula moderna e sobre a natureza da fábula declarou: “É uma pintura em que podemos encontrar nosso próprio retrato”).

Abaixo transcrevo essa fábula:
Num belo dia de inverno, as formigas estavam tendo o maior trabalho para secar suas reservas de trigo. Depois de uma chuvarada, os grãos tinham ficado completamente molhados. De repente, aparece uma cigarra: “Por favor, formiguinhas, me deem um pouco de trigo! Estou com uma fome danada, acho que vou morrer”.
As formigas pararam de trabalhar, coisa que era contra os princípios delas, e perguntaram: “Mas por quê? O que você fez durante o verão? Por acaso não se lembrou de guardar comida para o inverno?”.
“Para falar a verdade, não tive tempo”, respondeu a cigarra. “Passei o verão cantando!”.
“Bom… Se você passou o verão cantando, que tal passar o inverno dançando”, disseram as formigas, e voltaram para o trabalho dando risadas.

E qual é a moral dessa fábula? A recompensa é colhida por aqueles que se esforçam. Não existe colheita para os preguiçosos. Ser queremos conquistar algo, isso será alcançado com nosso trabalho e esforço. Muitas vezes, as pessoas acabam sentido inveja das conquistas dos outros, mas não param para refletir sobre o principal: o esforço feito que acabou por possibilitar aquela conquista.

Pensando em termos de educação financeira, podemos tirar mais algumas lições. A primeira delas é não devemos pensar só no presente. Gastar toda nossa renda para garantir uma boa vida agora. Temos, sim, que pensar que o inverno chegará para todos nós e, nesse período mais difícil, é importante ter uma reserva para diminuir os rigores do inverno. E o que é o inverno em nossa vida financeira? Pode ser um momento em que algum imprevisto diminui nossa renda ou aumenta nossas despesas. Ou mesmo a aposentadoria quando nossa capacidade de trabalho está diminuída e isso, muitas vezes, afeta o nosso rendimento.

Por Carlos Eduardo Freitas Costa

*Texto escrito originalmente para www.otempo.com.br

Solicite um de nossos cursos e/ou
palestras em sua empresa.

contato pelo e-mail: carloseduardo@harpiafinanceiro.com.br